Início Cruzeiros Anvisa autoriza desembarque de tripulantes do Costa Fascinosa, após resultado negativo 

Anvisa autoriza desembarque de tripulantes do Costa Fascinosa, após resultado negativo 

COMPARTILHAR

Os 75 brasileiros que trabalhavam a bordo do navio Costa Fascinosa, atracado no Porto de Santos, deixaram a embarcação após seus testes para covid-19 darem negativo e terem autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o desembarque. A operação ocorreu no final de semana e foi toda monitorada pela equipe da Anvisa em Santos.

Segundo a agência, os tripulantes foram monitorados nos últimos dias e passaram por análise clínica, além do teste. Ao todo foram aplicados 75 kits de testagem rápida nos tripulantes e nenhum apresentou sintomas da doença.

Com o desembarque dos brasileiros, o Costa Fascionosa permanece com 679 tripulantes a bordo da embarcação. Antes do desembarque de domingo, nove tripulantes haviam saído do navio para atendimento de emergência e um médico da embarcação também precisou deixar o navio com suspeitas de infarto na noite de sábado (4). A equipe de saúde a bordo da embarcação permanece a bordo com quatro enfermeiros e um médico.

Foram aplicados dois tipos de testes nos tripulantes do navio. O de anticorpos IgG, que, quando é positivo, significa que a pessoa já teve contato com o vírus e possui anticorpos com uma possível resistência da covid-19 (indica uma infecção que já passou); e o de anticorpos IgM, que, quando está presente, mostra que a pessoa tem o vírus naquele momento e seu sistema imunológico está produzindo anticorpos contra ele.

Histórico

De acordo com a Anvisa, a análise epidemiológica e as medidas de isolamento a bordo mostram que neste momento é mais seguro retirar da embarcação as pessoas saudáveis, permitindo a redução das possibilidades de transmissão a bordo do navio e fazer com que as pessoas cumpram o isolamento em casa.

Os tripulantes saem do navio de acordo com os horários dos voos ou dos ônibus e vans (fretados) para fazer o transporte dos brasileiros. Eles são levados de forma direta, da porta do navio até o aeroporto ou seu próprio domicílio. “As vigilâncias epidemiológicas dos estados para onde os brasileiros estão retornando são avisadas para que possam tomar as medidas locais de monitoramento em cada localidade”, explicou a Anvisa.

O Costa Fascinosa está na região do Porto de Santos desde o dia 17 de março. A embarcação atracou no terminal de passageiros no dia 28.  Até o momento nove tripulantes desceram por estarem com suspeita de covid-19 e por precisarem de atendimento hospitalar onde testaram positivo e seguem em tratamento.

A Anvisa já fez duas inspeções a bordo do transatlântico para verificar se as determinações sanitárias estão sendo cumpridas.

Segundo a Anvisa, a Costa Cruzeiros, responsável pelo navio, está obrigada a apresentar todos os dias, até as 21h, os dados de saúde a bordo, a atualização do estado de saúde dos tripulantes internados e o registro de medição de temperatura de todos no navio, que deve ser feita duas vezes ao dia.

A Costa Cruzeiros informou que está atuando em cooperação com a Anvisa para planejar o desembarque seguro dos tripulantes.

“A companhia está trabalhando para garantir aos tripulantes o retorno aos seus destinos de origem. Todos os procedimentos de higiene e saneamento estão de acordo com as últimas diretrizes internacionais e visam preservar a saúde da tripulação. A condição de saúde está constantemente sendo monitorada pelo pessoal médico a bordo, em colaboração com as autoridades sanitárias brasileiras”, afirmou a Costa Cruzeiros.

Edição: Maria Claudia / Agência Brasil