Início Destaques Bom desempenho dos Resorts de luxo

Bom desempenho dos Resorts de luxo

COMPARTILHAR

Menos de um mês depois de comemorar 10 anos de atuação no Brasil, com evento para 200 convidados em São Paulo, Leonel Reyes, diretor Corporativo da RCD Hotels para a América Latina, desembarca no País para falar sobre o bom desempenho da companhia.

No total, nos sete empreendimentos administrados pela RCD Hotels – quatro deles no Caribe, sob uma das marcas mais conhecidas mundialmente, a Hard Rock Hotels All Inclusive Experience, um na Rivieira Maya, o UNICO 20°N 87°W, e dois em Miami, os lendários Nobu e Eden Roc, – os brasileiros foram responsáveis por um volume de mais de 5,1 mil room nights (que são as noites de hospedagem vendidas) entre os meses de janeiro e junho deste ano.

Entre os diferenciais do bom desempenho, o segmento wedding é destaque, somando crescimento de 15,8% room nights entre os meses de janeiro e junho. Paralelamente, os gastos também aumentaram e os brasileiros em bodas foram responsáveis por uma geração de negócios de US$ 1,5 milhão no período, quase o dobro dos US$ 850 mil registrados em 2017.

De acordo com Leonel Reyes, o Brasil é um dos principais emissores de turistas para a região caribenha e Miami. “Nossa operação na América Latina corresponde a cerca de 35% do volume que recebemos em nossos empreendimentos”, comenta o executivo.

Mercado LGBT no Caribe Mexicano e em Miami

Entre os mais de 39 milhões de turistas internacionais que o México recebe, ainda que não existam dados oficiais, estima-se que três milhões de pessoas fazem parte da comunidade LGBT.

Outra região que realiza um intenso trabalho de promoção com centenas de eventos e empreendimentos LGBT-friendly, é Miami, destino que figura, ao lado do Caribe Mexicano, entre os 10 preferidos e mais visitados por brasileiros.

De acordo com estudos realizados pelo Tourism Board (Florida y el Caribe de México), a comunidade LGBT é integrada por um perfil de viajante predominantemente jovem, que viaja em diferentes épocas do ano (e não somente em altas temporadas ou férias escolares), detentores de boa posição financeira, sem filhos e com formação universitária e ou pós-universitária.

Em nossas unidades, fazemos questão de aperfeiçoar o atendimento equânime a todos os hóspedes, independente de cor, sexo, religião ou a orientação sexual”, diz Reyes, destacando que, no entanto, programas específicos tem sido demandados diretamente pelo público LGBT, o que levou a RCD Hotels a criar roteiros personalizados. “Em geral, durante um ano, promovemos duas ou três semanas exclusivas no Hard Rock Vallarta, que atende exclusivamente esses turistas como se o resort abrisse suas portas para um evento corporativo ou para uma festa segmentada