Início Destaques Espanha adota quarentena para viajantes do exterior

Espanha adota quarentena para viajantes do exterior

COMPARTILHAR

A Espanha começou a impor uma quarentena a viajantes que chegam do exterior e acrescentou novas restrições ao tráfego internacional para evitar a disseminação do coronavírus agora que o número diário de mortes está caindo.

A partir de ontem, pessoas vindas de fora do país precisam passar duas semanas isoladas em casa. Além disso, as autoridades prorrogaram as restrições existentes para se entrar na Espanha até 15 de junho e limitaram o acesso a cinco aeroportos e oito portos marítimos.

As poucas dezenas de passageiros chegando do exterior nos vários aeroportos espanhóis foram examinadas para detecção de febre e receberam uma folha de papel com as instruções que precisam seguir.

“Não podemos sair de casa durante 14 dias, só para ir ao médico ou ao supermercado, temos que manter uma distância segura, sempre usar máscaras quando sairmos, é isso”, disse Rosalie Gallego, passageira que chegou nesta sexta-feira a Madri em um voo que partiu de Havana.

As novas restrições impostas aos viajantes chegam no dia em que a quantidade de novas mortes baixou para 138, tendo passado de 200 na quinta-feira. O número diário vem caindo constantemente desde que chegou a 950 no início de abril.

As autoridades disseram que o isolamento rigoroso imposto ao país e as limitações de viagens do exterior contribuíram para a contenção do contágio.

O número de casos diagnosticados subiu para 230.183 nesta sexta-feira, mas os exames de anticorpos de uma amostra de 60 mil pessoas de toda a Espanha havia apontado que até 2,3 milhões de pessoas tiveram a doença.

Nos últimos dias, as autoridades espanholas começaram a afrouxar as regras em ritmos diferentes nas várias regiões. Em algumas áreas da nação, bares e restaurantes até tiveram autorização de abrir terraços, mas o isolamento é mais severo em áreas mais atingidas, como Madri e Barcelona, as duas maiores cidades.

A saída gradual do isolamento criou o receio de uma segunda onda do surto no país, o que justifica a quarentena imposta a viajantes do exterior e as outras restrições a viagens internacionais, disseram autoridades.

Mas a medida não foi bem recebida na França.

As autoridades francesas disseram que agirão de forma recíproca, adotando uma quarentena a viajantes chegando da Espanha.

O ministro do Interior espanhol, Fernando Grandes Marlaska, minimizou qualquer tensão com a França.

“Não existe mal-estar, estas são medidas adotadas dentro do marco da União Europeia”, disse ele à rádio Cadena Ser nesta sexta-feira.

(Por Elena Flores e Inti Landauro) / MADRI (Reuters)