Início Destaques Passeios para fazer em um fim de semana no Rio de Janeiro

Passeios para fazer em um fim de semana no Rio de Janeiro

COMPARTILHAR
Foto: Reprodução

ViajaNet traz sugestões para quem quer se divertir gastando pouco

Se você vai curtir um fim de semana no Rio de Janeiro e não sabe nem por onde começar a se programar, o ViajaNet, agência de viagens online, traz cinco dicas de passeios para aproveitar algumas maravilhas gastando pouco e mais três alertas que te ajudarão a economizar ainda mais.

Dicas para economizar

O mês de novembro é que possui mais opções de passagens econômicas para o Rio e o dia da semana mais econômico para viajar é terça-feira.  O local é atendido pelos aeroportos do Galeão – Antônio Carlos Jobim (GIG) e Santos Dumont (SDU).

Locais para conhecer

Foto: Reprodução

Praias

Do Leme ao Pontal – e além desses limites –, a cidade tem faixas de areia para todos os gostos, desde as mais badaladas e famosas até às mais discretas e desertas.

A opção mais evidente para os turistas é Copacabana, uma das mais famosas do Planeta. Na vizinhança oposta, estão as praias do Arpoador e de Ipanema.  Na Zona Oeste, destacam-se a Praia do Pepê, no início da Barra da Tijuca, frequentada pelo público da geração saúde e praticantes de esportes radicais, em razão de seu mar forte. Outros destaques são Prainha e Grumari. A 36 Km de Ipanema, suas areias brancas e águas cristalinas garantem muita diversão.

Pão de Açúcar e Cristo Redentor

Visitar o Pão de Açúcar e o Cristo Redentor são programas obrigatórios. O passeio é feito em duas partes. Na primeira, o visitante vai de bondinho até o Morro da Urca. De lá, parte-se para o Pão de Açúcar, de onde avistará toda a Zona Sul carioca.

Já o passeio ao Cristo Redentor tem atrativos desde o início, especialmente se o turista optar por ir de trem até o cume do Morro do Corcovado, onde está a estátua que é uma das sete novas maravilhas do mundo.  Com seus 30 metros de altura, recebe a todos de braços abertos.

Lagoa Rodrigo de Freitas

Na região mais nobre da cidade, a Lagoa Rodrigo de Freitas tem uma ciclovia que a contorna por inteiro, passando pelos bairros de Ipanema, Leblon, Gávea, Jardim Botânico, Fonte da Saudade e Lagoa.

Além da vista de tirar o fôlego, uma volta na Lagoa oferece uma grande quantidade de opções para o turista, que pode alugar uma bicicleta ou um quadriciclo. Também é possível fazer um passeio de pedalinho para apreciar a vista para o Cristo Redentor e para o Morro Dois Irmãos, ou simplesmente encarar a boa e velha caminhada.

Foto: Reprodução

Jardim Botânico e Parque Lage

Muito perto da Lagoa estão dois locais que não podem ser dispensados. Criado pela família imperial portuguesa e aberto à visitação pública há quase 200 anos, o Jardim Botânico é uma das mais bem preservadas e belas áreas verdes de toda a cidade. Sua parte mais famosa são as Palmeiras Imperiais, enfileiradas logo na entrada. Mas o local também abriga o Lago da Vitória-Régia e o Orquidário, além de muitas trilhas. Programa ótimo para quem viaja em família.

A poucas quadras está o Parque Lage. Em sua parte externa, há uma floresta, jardins em estilo europeu e muitas trilhas.  Outra atração é um chafariz, localizado diante de um belo casarão, que é a principal atração, onde funcionam uma escola de artes visuais e um restaurante.  Tomar um café-da-manhã por lá é um dos melhores modos de começar o dia.

Vista Chinesa

Localizado no alto do Parque Nacional da Tijuca, o acesso ao local não é fácil. O percurso até pode ser feito por pedestres ou ciclistas mais dispostos, mas o ideal é ir até lá de carro por uma estrada íngreme. Logo no início da subida, o viajante encontrará duas cachoeiras para se refrescar. A próxima parada será a própria vista chinesa. Chegando lá, basta curtir uma paisagem impressionante.