Início Destaques Roteiros curtos pelo Alentejo a partir de Lisboa

Roteiros curtos pelo Alentejo a partir de Lisboa

COMPARTILHAR
Foto: Reprodução

Conheça destinos belíssimos na região portuguesa

A maior região de Portugal, o Alentejo, compreende um território que fica ao sul de Lisboa e se estende desde o litoral até a fronteira com a Espanha. Como o país é relativamente pequeno, é fácil alugar um carro e conhecer vários destinos interessantes em um ou dois dias.

Conheça dois roteiros curtos pelo Alentejo partindo de Lisboa. É possível percorrê-los e retornar à capital portuguesa em apenas um dia, mas vale a pena apreciar os destinos com calma e passar uma noite em terras alentejanas, se houver tempo hábil na viagem.

Pelo litoral

A costa alentejana é privilegiada com algumas das praias mais bonitas da Europa, algumas com uma beleza selvagem e rústica, outras com toda a estrutura e conforto que se pode desejar para curtir um dia de sol à beira do mar.

A primeira parada no litoral do Alentejo é Tróia, uma linda península que fica a pouco mais de uma hora de Lisboa. Para chegar lá, recomenda-se o ferry que parte de Setúbal, a 48 quilômetros da capital. Tróia é um refúgio de veraneio moderno, com 18 quilômetros de praias com grandes areais e vários resorts luxuosos. Lá, uma das atividades mais populares é passear de barco para ver de perto dos golfinhos que nadam livremente pela baía.

A 17 quilômetros de Tróia está Comporta, a queridinha das celebridades. Com uma praia de areia branquinha e mar azul cristalino, parece saída do Caribe. Já foi escolhida por famosos como Madonna, Harrison Ford e Christian Louboutin, mas ainda é um paraíso pouco conhecido pelas multidões de turistas. Por isso, oferece uma experiência tranquila e agradável.

A próxima parada é Sines, que fica bem no centro da costa alentejana, a 57 quilômetros de Comporta. A cidade está rodeada de praias para todos os gostos e pontos para a prática de diversas atividades ao ar livre, seja em terra ou na água. Há praias urbanas como a Vasco da Gama, mais isoladas como a Praia de Morgavel e até uma praia naturista!

O percurso total partindo de Lisboa tem 127 quilômetros. Se houver tempo, na volta para a metrópole portuguesa ainda é possível parar em Santiago do Cacém, uma cidade charmosa, cercada por muito verde e repleta de construções históricas.

Pelo interior

Se a pedida for conhecer as encantadoras cidades do interior do Alentejo, o roteiro pode começar em Évora, maior município da região, que está a 134 quilômetros de Lisboa. O cartão-postal alentejano enche os olhos dos visitantes, com incríveis monumentos espalhados por um centro histórico que é Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO, o que explica porque é conhecida como “Cidade Museu”.

A próxima parada é Estremoz, a “cidade branca”. Localizada a 47 quilômetros de Évora, possui casinhas medievais em uma área rodeada por muralhas centenárias e, fora delas, é uma cidade moderna. Um passeio pelo centro histórico permite ver de perto as encantadoras casinhas brancas e um castelo que conta com uma espetacular torre de mármore branco com 27 metros de altura, conhecida como Torre das Três Coroas.

De lá, percorre-se 41 quilômetros para chegar a Elvas, também Patrimônio Mundial da UNESCO. Elvas é uma cidade fortificada com uma estrutura defensiva em forma de estrela, considerada uma das maiores fortificações abaluartadas do mundo. Situada próximo à fronteira com a Espanha, a cidade foi um importante ponto de defesa do país em tempos antigos. Por isso, construções militares como o Forte de Santa Luzia e o Forte da Graça estão entre as principais atrações.

Esse roteiro é indicado para quem gosta de cultura, história e arquitetura, e soma 221 quilômetros. Para os viajantes com mais tempo disponível, é possível visitar outros destinos próximos, como Vila Viçosa, onde está o Paço Ducal de Vila Viçosa, que possui uma fachada de 110 metros revestida inteiramente de mármore, Evoramonte e seu fascinante castelo, e Arraiolos, uma vila famosa pelos coloridos tapetes ali produzidos por tapeceiras muito habilidosas.