Início Destaques Saiba como funciona o mercado de compra e venda de milhas

Saiba como funciona o mercado de compra e venda de milhas

COMPARTILHAR
Foto: Reprodução

O mercado de compra e venda de milhas está em expansão no país. Pessoas que possuem pontos acumulados em programas de fidelização de companhias aéreas têm percebido que não é só voando que se faz bons negócios com seus pontos. Vender milhas pela internet é algo vantajoso para muitos brasileiros.

O mercado de milhas é altamente rentável para as grandes empresas do setor. Dados da Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (Abemf) mostram que o faturamento bruto do setor foi de R$ 1,9 bi somente no segundo trimestre de 2019. Em apenas três meses, mais de 76,8 bilhões de milhas foram emitidas e 68,1 bilhões foram resgatadas.

Os indicadores alertam para a taxa de breakage – porcentagem relativa entre milhas emitidas e expiradas – no setor. No segundo trimestre de 2019, o número foi de 17,4%. Em números absolutos, significa dizer que 8,7 bilhões de milhas foram perdidas e muitos clientes de programas de fidelização deixaram de ganhar dinheiro vendendo milhas.

Como vender milhas

Vender milhas online não é um processo complicado. Basta fazer o cadastro em uma plataforma de venda de milhas, informando dados pessoais, quantidade de milhas das quais dispõe e indicar o valor que se quer por elas. Após aprovada, a oferta fica disponível para compradores de passagens. O site faz a mediação e emite passagens para os compradores usando as milhas do vendedor.

No caso da MaxMilhas, o vendedor escolhe quanto quer ganhar pelos pontos anunciados. A plataforma auxilia na escolha do preço, mostrando valores de referência. Os valores pagos por milhas variam diariamente, conforme a procura. A dica para se beneficiar desse mercado é estar sempre atento aos preços e acessar diariamente a plataforma de venda, para saber se o preço pedido está muito acima ou muito abaixo do mercado.  Obviamente, milhas mais baratas vendem mais rápido, por isso pode ser uma boa ideia baixar o preço quando se tem pressa para vender. Por exemplo. Por outro lado, quem tem uma boa quantidade de milhas longe de expirar, capaz de proporcionar uma troca por mais de uma passagem, pode pedir um preço maior e lucrar mais caso um comprador busque mais de um assento no voo.

Vale lembrar que negociar milhas é seguro desde que seja utilizada uma plataforma profissional para a transação.

Para garantir ainda mais a segurança e evitar riscos ou decepções, é preciso que o potencial vendedor de milhas tome certas precauções. Segue a lista:

– Leia os termos e condições de uso do site. Este é o contrato que vai definir todos os pormenores da negociação;

– Tenha cuidado ao fornecer senhas e confira, no contrato, se ele garante que dados desse tipo não serão transmitidos a outros usuários;

– Mantenha o preço atualizado para não perder dinheiro diante de uma cotação que varia diariamente;

– Busque referências. Sites que estão há mais tempo no mercado, já ganharam prêmios e são considerados pela mídia como referências do mercado são mais confiáveis.