Início Destaques Três brasileiros se destacam em prêmio de hospitalidade da Organização Mundial do...

Três brasileiros se destacam em prêmio de hospitalidade da Organização Mundial do Turismo

COMPARTILHAR

Três brasileiros foram escolhidos entre os 30 melhores projetos do Desafio da Hospitalidade. Crédito: Pixabay

O Brasil acaba de ser novamente reconhecido pelas iniciativas inovadoras na área de turismo. Desta vez, três brasileiros foram escolhidos entre os 30 melhores projetos do Desafio da Hospitalidade (Hospitality Challenge) da Organização Mundial do Turismo (OMT). Com a aprovação para a próxima etapa, Karen Caracio, Carolina Peralta e Marcel Marin, que foram selecionados dentre 600 projetos de todo o mundo, já conquistam bolsas integrais em famosas escolas de hospitalidade do Grupo Sommet Education, na Europa. Os três vencedores do concurso serão anunciados em março.

Lançado em junho de 2020 pela OMT e pela Sommet Education, líder global em gestão de hospitalidade e artes culinárias, o Desafio busca identificar e incentivar ideias capazes de apoiar a recuperação do turismo, um dos setores mais impactados pela pandemia de coronavírus.  A OMT disponibilizou quatro categorias no Hospitality Challenge: hotéis e operações; viagens de luxo, bens e serviços; alimentos e bebidas; e a imóveis inteligentes.

Os projetos brasileiros tiveram destaque pela criatividade e inovação nas propostas apresentadas. A paulistana Karen Caracio venceu essa fase da competição com o projeto Digital Butler (Mordomo Digital) e os resultados das experiências adotadas nos hotéis Four Seasons São Paulo, Emiliano e Pullman Hotels & Resorts. Karen idealizou um aplicativo que traz um mapa interativo para que o mordomo ou mensageiro possa acompanhar o hóspede em sua estada.

Outro aplicativo reconhecido pela OMT e selecionado pelo concurso foi o Digital Concierge, desenvolvido por Marcel Marin. O app proporciona inclusão administrativa e de vendas, que tem como foco aumentar a competitividade, além de expandir vendas e reduzir custos. Já Carolina Peralta, gerente assistente de A&B do hotel Emiliano, no Rio de Janeiro, foi escolhida por desenvolver um curso online de qualificação para treinamento de alta qualidade para profissionais das áreas de alimentos e bebidas.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, parabenizou os projetos brasileiros e destacou que a retomada do turismo, entre outros fatores, passa pela adoção de protocolos de biossegurança e, também, por iniciativas inovadoras do setor. “As nossas belezas fazem do Brasil um destino único no mundo. E, juntamente com a criatividade dos nossos profissionais do turismo, temos tudo para despontar como um dos destinos preferidos no pós-pandemia”, declarou.

O secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili ressaltou que a tendência do turismo é abraçar novas ideias, novas vozes e toda a diversidade que o setor tem a oferecer. “Essa competição destaca o melhor que o turismo e a hospitalidade global têm a oferecer. Mostra como inovadores de todo o mundo podem manter o turismo, a hospitalidade e as viagens na vanguarda do desenvolvimento sustentável e de mudanças positivas para todos”, disse.

COMPETIÇÃO MUNDIAL – Na semana passada, a startup Sisterwave, plataforma online de Brasília (DF) que conecta mulheres viajantes e moradoras dos destinos visitados, foi vencedora na categoria de equidade de gênero na 3ª Competição Global de Startups da Organização Mundial do Turismo (OMT), a copa do mundo do setor. O concurso, realizado em parceria com o Wakalua Innovation Hub – primeiro polo global de inovação em turismo -, reuniu cerca de 10 mil propostas de 138 países e consagrou 25 projetos de 18 nações, destacando a capacidade de contribuir para os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS.

DESAFIO BRASILEIRO – Em 2020, o Ministério do Turismo lançou o 1º Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo, em parceria com o Wakalua. A iniciativa, que reconheceu soluções voltadas à retomada do setor, recebeu inscrições de quase 800 projetos de startups nacionais. Os 10 melhores projetos foram classificados para as semifinais da competição global da OMT. Além do desafio nacional de inovação, a parceria entre Ministério do Turismo e Wakalua tem por objetivo o desenvolvimento de uma estratégia de inovação no Brasil para o setor de turismo.

Fonte: MTur