Início Destaques Oito dicas para aprender espanhol sozinho

Oito dicas para aprender espanhol sozinho

COMPARTILHAR

Aprender uma língua é essencial nos dias atuais. Porém, nem todo mundo tem aptidão para o inglês. Por isso, o espanhol, o segundo idioma mais falado do mundo, é uma ótima opção.

No mundo, são mais de 400 milhões de nativos da língua espanhola, em mais de 30 países Além disso, só na América Latina, são 19 países cuja língua oficial é o espanhol.

A língua espanhola está presente em nosso cotidiano, principalmente considerando a quantidade de músicas nas rádios e as séries de TV, como a famosa La Casa de Papel, um fenômeno no Brasil.  Por isso, preparamos 8 dicas para quem quer aprender espanhol sozinho.

Crie uma rotina de estudos: estabeleça um tempo por dia para estudar, mesmo que sejam somente 20 minutos. O importante é a frequência. É bom definir objetivos, como escrever 3 parágrafos por semana, assim fica fácil mensurar se está cumprindo com seus planejamentos.

Amplie seu contato com a língua espanhola: quanto menos tempo passamos imersos no idioma, mais tempo demoramos para aprendê-lo. Existem vários meios para conseguir essa imersão, por exemplo ouvindo músicas, vendo filmes, séries, e, claro, tentando falar.

Repita: o importante é a frequência em que você estuda. Isso ajuda na compreensão auditiva e na pronúncia. Quando assistir um vídeo, por exemplo, assista por completo, leia a legenda, pesquise as palavras que não conhece, então assista novamente, pausando para repetir as frases em voz alta e, por fim, assista sem legenda.

Ensine o idioma para outra pessoa: uma das melhores formas de aprender é ensinando um conteúdo para outras pessoas. De acordo com William Glasser, criador da pirâmide do aprendizado, nós absorvemos 10% do conteúdo lendo, 20% ouvindo e 70% debatendo sobre. Se você não tem com quem debater, fale com um personagem fictício, seu pet, ou com seu espelho, por exemplo.

Anote o vocabulário: essa dica não é surpresa para ninguém. Sempre tenha um caderno ou bloco de anotações, dividindo em tópicos de gramática e vocabulário. Mas, a dica aqui é não anotar a tradução! Substitua a tradução daquela palavra por um símbolo, desenho, sinônimo, ou frase que ajude a entender o significado.

Pesquise aspectos culturais: o ideal seria poder viajar até o local, e assim fazer uma imersão real. Porém, se isso não é possível, pesquise sobre. Existem canais de Youtube com viajantes, ou nativos, que falam sobre a cultura, festas locais, entre outras coisas. É bem importante para entender a origem daqueles costumes e, também, para não cometer nenhuma gafe.

Escreva em Espanhol: não precisa ser necessariamente uma redação, você pode escrever em sua agenda os compromissos do dia, tarefas, seus planos e, até mesmo, ou escreva sobre o seu dia. Isso ajuda a memorizar vocabulário. É bom pedir para que alguém corrija, assim você consegue notar as suas dificuldades e melhorar.

Converse em Espanhol: para finalizar, mas não menos importante, converse! Dê preferência a conversações com nativos ou fluentes.