Início Destaques Viagens de férias: como não cair nas armadilhas das compras on-line?

Viagens de férias: como não cair nas armadilhas das compras on-line?

COMPARTILHAR
Foto: Reprodução

A chegada do verão, férias de janeiro e a atmosfera festiva provocada pelo Carnaval inspiram o brasileiro a relaxar, viajar e a curtir as altas temperaturas. Junto com o clima de descontração, surgem as promoções fraudulentas, que oferecem preços muito atrativos mesmo na alta temporada, em sites falsos similares às páginas de empresas conhecidas.

Conhecido como phishing, esse ataque visa obter números de cartão de crédito, dentre outras informações pessoais e financeiras. De acordo com Oscar Zuccarelli, gerente de Segurança da Informação Certisign, empresa especializada em segurança digital, e-mails e mensagens instantâneas são os meios mais utilizados para levar as pessoas até os sites falsos.

É tentador pensar que uma viagem para aproveitar a alta temporada no Nordeste, por exemplo, possa sair por um preço irrisório, mas é sempre bom desconfiar de ofertas que fujam demais do que é praticado pelo mercado. Por isso, é importante não clicar em links que sejam de origem duvidosa“, alerta.

Para não cair em armadilhas, o especialista destaca alguns cuidados básicos, como manter o antivírus atualizado, verificar a ortografia da URL e conteúdo do site, fazer a comparação de preços, garantindo que o valor visto não é muito diferente dos demais prestadores de serviços, e o mais importante: verificar se o site é seguro.

Somente os sites protegidos pelo Certificado SSL garantem um ambiente seguro para compras e exibem alguns sinais ao internauta: letra S no HTTP, portanto, HTTPS; cadeado na barra do navegador e Selo de Segurança, como o Site Seguro“, explica.

No entanto, Zuccarelli destaca que o internauta deve, além de conferir esses sinais, clicar no cadeado e no Selo de Segurança, que geralmente fica fixado no rodapé da página do site. “Ao clicar, pode-se conferir se o Certificado Digital SSL foi emitido para a página em questão, observando-se assim a autenticidade do ambiente on-line“, conclui.