Início Destaques Malta: Um majestoso arquipélago mediterrâneo

Malta: Um majestoso arquipélago mediterrâneo

COMPARTILHAR

Localizada no sul da Europa, a ilha de Malta é um pequeno arquipélago que está a meio caminho entre a Sicília e a Tunísia, o que significa ser praticamente uma ponte entre Europa e África. As magníficas igrejas e fortalezas dos cavaleiros da Ordem de Malta (os hospitalários) contribuíram para que a capital Valletta passasse a ser listada como patrimônio cultural da humanidade. O idioma local, o maltês, é árabe na gramática, muito latino no vocabulário e ainda adota diversas palavras do léxico inglês, a outra língua oficial do governo.

Estrategicamente posicionada no Mar Mediterrâneo, em uma região ensolarada na qual o inverno praticamente não existe (faz frio em apenas 3 meses do ano – e bem moderado), Malta consegue unir belíssimas praias, paisagens naturais de tirar o fôlego, cidades históricas e charmosas, além de lugares em que se pode passear por ruelas, praças e parar em um restaurante com mesas na calçada.

As melhores épocas do ano para visitar Malta são, sem dúvida, a primavera (março a junho) e o verão (junho a agosto), pois os dias ensolarados motivam a explorar todas as praias paradisíacas que existem na ilha. Porém, muitos se enganam achando que o outono e inverno são períodos ruins para conhecer a ilha, pois mesmo com temperaturas mais baixas e muito vento, o sol sempre aparece.

Apesar do reduzido tamanho, Malta é um encanto que agrada aos mais variados públicos. Enquanto Valletta é o centro logístico, comercial e turístico do país, o agito e a vida noturna animada está em lugares como Saint Julian e Silema. Na bela Mdina os ares são outros, mais contemplativos, assim como a ilha de Gozo (Ghawdex), tranquila e de rico passado.

Fora o extenso e belo acervo arquitetônico e cultural, Malta ainda é um ótimo destino para quem curte esportes náuticos, pratica golfe ou só quer relaxar em seus muitos spas e clínicas de tratamento. Outro quesito que também não desaponta é sua rica gastronomia, um reflexo de suas raízes complexas. Pescados, pães, vinhos interessantes e o queijo Ġbejniet mesclam-se para criar uma mesa rica, saudável e muito saborosa.

Foto: Divulgação