PUBLICIDADE

Mercado do Turismo

Feira virtual gratuita conectou brasileiros a universidades nos EUA

Giovani Costa, aluno brasileiro que conseguiu ingressar na Dartmouth College

Enquanto seguem os protocolos de segurança para conter a propagação do Coronavírus,  as universidades americanas criam ações para recrutar estudantes estrangeiros  interessados em admissões para cursos à distância, ou para aulas futuras, em modelo  presencial. Até que tudo se normalize, a melhor ideia é investir o tempo planejando  todas as etapas para estudar no exterior.

Essa é a aposta da primeira Feira Virtual EducationUSA Brasil, que dá acesso gratuito a estudantes brasileiros que sonham em estudar nos Estados Unidos. Do dia 22 a 27 de  março, representantes de 35 instituições norte-americanas estiveram  reunidos, em  ambiente virtual, fazendo apresentações, esclarecendo dúvidas, divulgando bolsas de  estudos e apresentando propostas para cursos de graduação, pós-graduação e intensivo  em inglês.

Débora Sena, “alumni” da universidade Babson College, em Massachusetts, acredita que  o diferencial das Feiras EducationUSA é o contato com a cultura da universidade.  Segundo Débora, as conversas ajudam a direcionar a carreira acadêmica, de acordo com  interesse e perfil: “Os representantes trazem muito isso na maneira de se comunicar e  como eles compartilham os principais motivos de orgulho daquela instituição. Em Babson, ao conhecer o time de “admissions”, eu entendi exatamente o que movia minha  faculdade: Empreender. Naquele momento, eu soube que estava conversando com a  instituição certa,” lembra a aluna da Babson College.

Durante os cinco dias, oficiais de renomadas universidades e faculdades dos EUA fizeram apresentações voltadas ao interesse de alunos que desejam estudar nos país. Questões como “Bolsas de estudos: Como encontrar a melhor opção financeira para  você? “A importância das atividades extracurriculares durante a pandemia” fazem  parte dos seis temas disponíveis na programação. Após as exposições, os participantes  terão a chance de conversar, em salas virtuais, com os profissionais para saber detalhes  sobre processos e requisitos de admissão, destinos, vida acadêmica, custos e opções de  financiamento.

Para Giovani Costa, aluno do Dartmouth College, na cidade de Hanover, em New  Hampshire, o evento é uma oportunidade para conhecer mais sobre o processo de  avaliação e requisitos de cada uma: “Existem mais de 4mil possibilidades de instituições  para se estudar nos Estados Unidos. A Feira do EducationUSA me ajudou a conhecer  diversas faculdades em todas as regiões do país. Além disso, de forma prática, a  participação da Feira é importante para que você desempenhe o “demonstrated  interest”, que pode ajudar diretamente na “application”, uma vez que você terá  informações específicas do diretor de admissões”, afirma Giovani.

Entre as universidades participantes confirmadas, são destaques: Manhattan College,  Colorado State University, University of California San Diego, Savannah College of Art  and Design, e várias outros. A “alumni” de Babson College arrisca uma dica para os participantes do evento: “A troca com outras pessoas é o que faz a diferença. Essa  experiência pode te dar novas perspectivas para as redações chamadas de “essays”, que  vão te colocar na frente de outros candidatos para as suas universidades preferidas,” diz  Sena.

Feira Virtual EducationUSA Brasil é uma iniciativa da Missão Diplomática dos Estados  Unidos no Brasil, através do EducadationUSA, a rede do Departamento de Estado norte americano para estudos nos EUA. O Brasil possui mais de 16 mil brasileiros estudando  nos EUA. Neste ano, a expectativa da feira é receber mais de 5 mil inscrições, superando  o número da última edição presencial.

 

PUBLICIDADE