PUBLICIDADE

Mercado do Turismo

Ministro quer áreas especiais de turismo, como Cancún


O ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, voltou da Croácia recentemente, mas está com o pensamento no México: “Pretendo criar áreas especiais de turismo, com legislação própria. Cancún é um exemplo: são 15 quilômetros de praia que, no ano passado, geraram US$ 14 bilhões para o México. O dobro do turismo no Brasil. Quero algumas Cancúns, áreas que pudéssemos ter um tratamento diferenciado para os investimentos brasileiros. Pretendo levar isso ao Congresso Nacional. É um projeto para médio e longo prazo que pretendo desenvolver”, ressalta Alves.

Sobre regionalização, tema sempre muito abordado pelo ex-secretário nacional de Políticas de Turismo e atual presidente da Embratur, Vinícius Lummertez, o ministro comenta que “é preciso sim ir além de sol e mar. Há várias práticas para interiorizar o turismo e mostrar algo que as pessoas não conhecem ainda no Brasil. Mas para ampliar esse turismo é preciso ter hotel regional, aeroporto regional… e para isso é preciso ter a congruência do governo para destravar a burocracia”

Outro detalhe sempre lembrado pelo ministro diz respeito á segurança: “O turismo não acontece se não houver policiamento adequado, ordem, controle. Os municípios precisam fazer a parte deles também na iluminação pública, na limpeza e nos acessos. Não podem ser eternamente dependentes de apoios federais”, considera.

PUBLICIDADE