PUBLICIDADE

Mercado do Turismo

Pesquisa revela que moradores do Rio cumprem protocolos de segurança e são favoráveis à vacina

A Associação dos Embaixadores de Turismo do Rio de Janeiro, através do Instituto de pesquisas e estudos do Turismo (Ipetur-RJ), dirigido por Viviane Fernandes, realizou, entre os os meses de abril e maio, uma pesquisa que tem como objetivo avaliar como os protocolos de segurança, aos que dizem respeito à pandemia, decorrente à Covid 19, são levados em conta no Estado do Rio de Janeiro. A mesma contou com o apoio da Escola Técnica de Turismo CIETH, da Sérgio Castro Imóveis, do Portal Consultoria em Turismo e da Fundação Cesgranrio.

 

Segundo os resultados , 91,81% afirmaram que seguem os protocolos de segurança da Covid 19: usam máscara fora de casa, a todo o tempo, não frequentam lugares com aglomeração e fazem a higienização das mãos, enquanto 6,19% declararam, que cumprem em apenas alguns momentos.

 

 

Ainda no quesito higiene, 61,61% alegam que tomam banho sempre ao retornarem das ruas. Já 33,93%, às vezes. 63,72% disseram limpar os produtos, antes de consumi-los. 26,55%, às vezes, e 9,73%, não.

 

Se o assunto for saída de casa, 33,63% falaram ir ao supermercado. 32,74%,  precisaram ir trabalhar e 7, 96%, foram à consultas médicas.

 

Com relação à vacina contra a doença, 91,07% falaram ser essencial, 4,46% não sabem avaliar e 4,46% não acreditam em sua eficácia.

 

No total, 1.000 pessoas, maiores de 18 anos, responderam ao questionário online: 64,60% mulheres e 34,51% homens. A margem de erro é de 3,5%.

 

Claudio Castro, presidente da entidade promotora do estudo, diz que é a primeira vez que se realiza uma pesquisa no Rio de Janeiro, sobre protocolos de segurança. “Essa iniciativa é uma contribuição da Associação dos Embaixadores de Turismo do RJ para o aprimoramento desses protocolos no Rio.” finaliza.

 

 

 

PUBLICIDADE